segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Semi...

Há um terrível mau
Uma doença em nossas vidas
Absurdo das epidemias
Pior que as dos ratos
A peste ficção de Albert Camus
Verossímil abismo...
Estamos enclausurados
Observando os absurdos
Invasão dos semi-deuses
Excelentíssimos senhores de todos os poderes
Semi-deuses, aos amigos tudo...
Aos inimigos a lei
Semi-deuses não erram, cometem equívocos
Não são corruptos, fazem maus feitos
Semi-deuses de tempos em  tempos saem as ruas
Beijam as crianças dos pobres mortais
Comem  pasteis com  caldo de cana nas feiras livres
Logo depois... Marquem suas audiências
Semi-deuses não se misturam
Não crie ironia a um semi-deus
Ele não é deus mas é quase...
Cuidado com sua ira!
No conselho dos homens um erro
Não se justifica com outro erro
No conselho dos  semi-deuses
Há  uma ética do silêncio...
Semi-deuses dirige seu automóvel sem documentos
Vivemos em nossos dias as dores do poder
Não temos a quem  recorrer
Somos governados e julgados pelos semi-deuses
São eles filhos do deus mentira
Não sentem vergonha

Desinteressante

Não as vejo no jardim, flores Com dores traçamos destinos Balas traçantes, mortes, triste instante Só noticias frias, sem poesia Cambale...